Banner

Barão de Mauá | Pioneiros & Empreendedores

Irineu Evangelista de Souza (1813-1889)

02_baraodemaua

Considerado “o primeiro e o maior dos empresários brasileiros", criador da primeira grande indústria — a fundição e estaleiro de Ponta de Areia, da primeira estrada de ferro, do primeiro grande banco e da primeira companhia de navegação regular do rio Amazonas.



- Nasceu no Rio Grande do Sul e faleceu no Rio de Janeiro.
- Aos seis anos perdeu o pai e, com oito, sua mãe o mandou para o Rio de Janeiro. Na viagem, Irineu foi acompanhado por um tio.
- Aos nove anos, começou a trabalhar para um comerciante português. Fez de tudo: serviços gerais, arrumação de estantes, caixeiro da loja e registros dos cálculos nos livros dos juros. Iniciou seu estudo de diversas línguas e aprendeu caligrafia, noções de direito comercial, cálculo de juros e contabilidade. Com catorze anos já comandava a tesouraria da empresa, autorizava compras e guardava a chave do cofre.
- Em 1840, decidiu se transformar em industrial e partiu do Rio, em um veleiro, rumo à Grã-Betanha, onde a primeira estrada de ferro comercial do mundo havia sido construída em 1830, ligando as cidades de Liverpool e Manchester.
- Visitou usinas siderúrgicas, tecelagens, fábricas de teares, ferrovias, casas comerciais e bancos.
- É considerado o primeiro e o maior dos empresários brasileiros.
- Entre as suas realizações estão:

 

  • fábrica de fundição de ferro de Ponta de Areia, em Niterói;
  • Companhia de Navegação da Amazônia; Banco do Brasil de Mauá;
  • Companhia de Iluminação a Gás; Estrada de Ferro de Petrópolis;
  • abertura da Mauá, Mac Gregor & Cia. na rua Greesham, junto à bolsa de Londres;
  • Banco Mauá em Montevidéu (Uruguai) e em Rosário (Argentina);
  • empresa San Paulo Railway (a futura Estrada de Ferro Santos-Jundiaí);
  • Companhia Agrícola e Pastoril, no Uruguai;
  • fábrica de cozimento e acondicionamento de carne, no Uruguai.


Fonte:
pioneiroseempreendedores.com.br

 
Banner
Banner

Banner
Pioneiros & Empreendedores
Portal Unifor | Fundação Edson Queiroz
Central de Atendimento | Twitter
Fundação Edson Queiroz todos os direitos reservados