Banner

Exposição é fruto da trilogia Pioneirismo Empresarial no Brasil

interna-trilogiaApós passar pelo Museu Histórico Nacional, no Rio de Janeiro (RJ), a exposição Pioneiros & Empreendedores: A Saga do Desenvolvimento no Brasil chega à Fortaleza para apresentar, no Espaço Cultural Unifor, uma amostra dos mais de dez anos de pesquisas realizadas na Universidade de São Paulo (USP). O estudo feito sob a coordenação de Jacques Marcovitch está catalogado na trilogia "Pioneirismo Empresarial no Brasil".

Obras e exposição abordam a trajetória de 24 empresários, cujas "vidas, apesar de singulares, possuem em comum a visão de futuro, a capacidade de superação de condições adversas, o interesse pela inovação, a valorização do trabalho e a presença familiar", define o texto de apresentação da mostra, que também tem Marcovitch como curador.

A trilogia Pioneiros & Empreendedores: A Saga do Desenvolvimento no Brasil começou a ser publicada pelas editoras Edusp/Saraiva em 2003 e foi concluída em 2007. No primeiro volume Marcovitch mostra a trajetória de empresários “paulistas”: os Prado, Nami Jafet, Francisco Matarazzo, Ramos de Azevedo, Jorge Street, Roberto Simonsen, Júlio Mesquita e Leon Feffer.

O segundo volume amplia o universo de observação ao focalizar figuras como Mauá, Luiz de Queiroz. Attilio Fontana, Valentim dos Santos Diniz, Guilherme Guinle, Lafer-Klabin, José Ermirio de Moraes e Gerdau-Johannpeter. Dos dez empreendedores aborados, apenas três atuaram no Estado de São Paulo. Os demais são do Rio de Janeiro, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul.

Empreendedores do Rio de Janeiro, Nordeste e Amazônia surgem no terceiro volume, que reúne as contribuições dos Lundgren, Luiz Tarquínio, Bernardo Mascarenhas, Delmiro Gouveia, Roberto Marinho, Augusto Trajano de Azevedo Antunes, Samuel Benchimol e Edson Queiroz.

O pano de fundo da obra é o cenário econômico e social brasileiro (e mundial) nos séculos XIX e XX. Nele os empreendedores são retratados como homens apaixonados pelo que faziam, inovadores, dotados de uma grande abertura de espírito, extraordinária capacidade de trabalho e flexibilidade para mudar de rumo ou estratégia.

Além de criar empresas ou grupos empresariais bem-sucedidos, que impulsionaram o desenvolvimento do país, envolveram-se em projetos sociais ou de natureza filantrópica com a mesma energia com que assumiram riscos e aproveitaram as oportunidades do seu tempo.

Marcovitch lembra que no Brasil atual, “uma visão de futuro inspirada nos pioneiros do empreendedorismo deve animar o esforço daqueles que buscam mudanças estruturais e soluções para os problemas mais dramáticos e ainda persistentes… O que aconteceu é tão importante quanto o que está acontecendo e o que vai acontecer”, diz ele.


SAIBA MAIS sobre a pesquisa e obras em http://www.usp.br/pioneiros/n/

 
Banner
Banner

Banner
Pioneiros & Empreendedores
Portal Unifor | Fundação Edson Queiroz
Central de Atendimento | Twitter
Fundação Edson Queiroz todos os direitos reservados